Opinião Emerson Souza Gomes: Desmocratização: um problema de audiência - Cena Jurídica

Opinião Emerson Souza Gomes: Desmocratização: um problema de audiência

Emerson Souza Gomes, advogado especialista em direito empresarial, sócio da Gomes Advogados Associados, email emerson@gomesadvogadosassociados.com.br, fone (47) 3444-1335

Desmocratização: um problema de audiência

O mundo passa por um período de “desmocratização” onde um pouco mais de 1/4 da população mundial vive em democracias…

…Por que isso está acontecendo?

A democracia é algo novo

Só no meado do século XX, após duas grandes guerras, o regime democrático passou a ser concebido como o melhor regime de governo – dentre os piores. – Apesar disso, em boa parte do mundo ainda não existe um consenso quanto a estado e religião seguirem caminhos separados – como nos países onde o islamismo é predominante.

Democracia e Comunismo

A China conciliou o comunismo a um sistema de produção capitalista mundialmente competitivo. A noção de que democracia e livre mercado caminham de mãos dadas passa a ser uma premissa passível de ressalva. A democracia depende muito da economia, mas indubitavelmente não existe democracia sem respeito aos direitos humanos.

Direitos humanos e Retórica Política

Tal como no passado, o mundo anda bastante complicado: “Olha aí os nazistas…”, “Testaram uma bomba nuclear…”, “Não pule o muro aqui”, “O meio ambiente está…”, “Coloquem um muro ali”, “O que fazer com os refugiados…”, É eleição, é inflação, corrupção e como tem ladrão e assassino e terrorista, a guerra…Socorro!” De quebra veio a Covid. Mas tenha certeza: nada acontece sem que antes haja um discurso político. Este é o problema atual. Para que haja uma crise democrática, que avança à Europa e invade o Capitólio, é que a retórica de proteção e concretização dos direitos humanos foi excluída do discurso.

Direitos humanos e internet

As redes sociais agravam este quadro. A sociedade quer um espetáculo e a internet proporciona este meio fazendo com que alguém alcance sucesso na política em 15 minutos. O eleitor é um consumidor que busca satisfação no debate tal como a um espectador de reality show. Uma boa retórica regada a ódio, preconceito, mentira, com um sem número de injúrias, fugindo ao máximo de ideias honestas, focada exclusivamente na destruição do adversário e açulada por polemistas raivosos atacando a imprensa da qual fazem parte, proporciona este mundo prazeroso. – E o que assusta é que esta divisão maniqueísta da consciência coletiva não é um privilégio brasileiro.

Democracia e Direitos Humanos

Já é passada a hora de colocar seriedade no debate e encontramos uma forma de falar de direitos humanos sem partidarizações e revanchismos. Se a democracia está sob ataque é que os direitos humanos perderam a audiência.

Artigo originalmente publicado no jornal Folha Babitonga

Emerson Souza Gomes, advogado especialista em direito empresarial, sócio da Gomes Advogados Associados, email emerson@gomesadvogadosassociados.com.br, fone (47) 3444-1335
Emerson Souza Gomes, advogado especialista em direito empresarial, sócio da Gomes Advogados Associados, email emerson@gomesadvogadosassociados.com.br, fone (47) 3444-1335
Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.